logo-site

Santa Cruz Cabrália

29 de outubro de 2016
Santa Cruz Cabrália

Santa Cruz Cabrália

Santa Cruz de Cabrália dispõe de praias praticamente desertas, rios navegáveis, ideais para a prática de esportes náuticos e passeios, e vilas de aspecto bucólico. Este município se desenvolveu rapidamente e, atualmente, é considerado um grande centro turístico, com moderna infra-estrutura. A cidade fica entre o Rio João de Tiba e um quebra-mar natural, situado na baía de Cabrália.

Gostou do Post? Compartilhe:

Porto Seguro

29 de outubro de 2016
Porto Seguro

Porto Seguro

Todos os caminhos levam a Porto Seguro. Este é o ponto de partida para quem deseja conhecer as primeiras páginas da história do Brasil, praticar ecoturismo, esportes, passear, comer bem, aprender “lambaeróbica” ou simplesmente relaxar. É um paraíso que oferece história, entretenimento, cultura, arte e belezas naturais.

Gostou do Post? Compartilhe:

Eunápolis

29 de outubro de 2016
Eunapolis

Eunápolis

Um dos maiores municípios da Costa do Descobrimento, Eunápolis é destaque do turismo de negócios na região Sul do estado e serve de ponto de hospedagem a empresários e turistas em trânsito pela região de Porto Seguro. Do ponto de vista turístico, o Parque Ecológico do Gravatá é o principal destino e reúne estrutura de bares com opção de música ao vivo, banheiros e um lago com pedalinhos, tornando-se uma opção de lazer no município.

Gostou do Post? Compartilhe:

Costa do Descobrimento

28 de outubro de 2016
Costa do Descobrimento

Costa do Descobrimento

Cercada por diversos atrativos naturais como praias, baías, recifes de corais, manguezais e rios navegáveis, a região possui condições para a prática do turismo de aventura e ecoturismo. Considerada o berço da história e da cultura do Brasil, a Costa do Descobrimento foi tombada como Patrimônio Natural Mundial pela Unesco, em 1999. Cercada por diversos atrativos naturais – como praias, baías, enseadas, falésias, recifes de corais, manguezais e rios navegáveis – a região possui condições favoráveis para a prática do turismo de aventura e ecoturismo.

Gostou do Post? Compartilhe:

Valença

28 de outubro de 2016
Valença

Valença

Cidade colonial da segunda metade do século XVIII, Valença detém um valioso patrimônio arquitetônico e cultural, presente nas suas calçadas de pedras irregulares, nos sobrados coloniais e nas ruínas da antiga fábrica de tecidos. Destaque para o prédio da Câmara de Vereadores, a antiga residência do Comendador Madureira e as igrejas Nossa Senhora do Amparo e Matriz do Sagrado Coração de Jesus, reduto de imagens sacras dos séculos XVIII e XIX. O vasto patrimônio natural inclui 15 quilômetros de praias, imponentes cachoeiras, belas ilhas, o grandioso Rio Una e um vasto manguezal.

Gostou do Post? Compartilhe:

Taperoá

28 de outubro de 2016
Taperoá

Taperoá

Às margens do canal de Salgado, que separa o continente do Arquipélago de Tinharé, a pequena cidade de Taperoá abarca grandes reservas florestais, palco de madeiras nobres como maçaranduba, sucupira, vinhático, putumuju e louro. Sua origem data de 1561, como fruto da aldeia indígena São Miguel de Taperoguá, fundada pelos jesuítas no alto de uma colina. A arquitetura local preserva uma bela praça com prédios históricos. Destaque para a secular Igreja de São Brás, datada do séc. XVII.

Gostou do Post? Compartilhe:

Maraú

28 de outubro de 2016
Maraú

Maraú

Inserida na Unidade de Conservação da Península de Maraú, este santuário ecológico revela uma variedade de ecossistemas costeiros, compreendendo águas interiores, estuários e o vasto Oceano Atlântico, bem como ecossistemas fluviomarinhos e terrestres, com uma diversidade de praias, restingas, recifes coralinos, manguezais, campos naturais e tipos florestais da Mata Atlântica com uma variada fauna e flora.

Gostou do Post? Compartilhe:

Ituberá

28 de outubro de 2016
Ituberá

Ituberá

Encravada entre as encostas íngremes e os grandes manguezais do Canal do Serinhaém, Ituberá é um dos mais belos cenários da região do Baixo Sul do Estado. Localizada no alto de uma colina, de onde se abre uma vista panorâmica, a Igreja de Santo André revela traços de uma arquitetura secular, e é uma das principais atrações culturais da cidade. Datado do século XVIII, o templo abriga a tradicional festa em homenagem ao padroeiro local.

Gostou do Post? Compartilhe:

Igrapiúna

28 de outubro de 2016
Igrapiuna

Igrapiuna

A paisagem desenhada por rios, cachoeiras, praias, ilhas, manguezais e remanescentes de Mata Atlântica fazem de Igrapiúna um dos mais belos cenários da região. Também uma das mais antigas localidades, a cidade surgiu de uma aldeia de índios Tupiniquins denominada , que, em Tupi-Guarani, significa Pequeno Rio de Águas Escuras. Sua extensa faixa litorânea integra a Unidade de Conservação Pratigi, com uma rica fauna e flora, além da diversidade de ecossistemas. Igrapiúna mantém viva a cultura tradicional em comunidades remanescentes dos quilombos, a exemplo da Ilha das Flores, Ponta, Maruim e Pedra Nova.

Gostou do Post? Compartilhe:

Camamu

28 de outubro de 2016
Camamu

Camamu

Porto de embarcação para Barra Grande e Baía de Camamu, a cidade de Camamu, às margens do Rio Acarai, abre-se em meio a um vasto manguezal. Inicialmente habitada pelos índios Macamamus, sua origem remonta a 1560, quando jesuítas ergueram a capela de Nossa Senhora da Assunção de Macamamu – daí o nome da localidade.

Gostou do Post? Compartilhe: